Professor decepa dedo de aluna no Rio

A mãe de Lara, Suzana Silva, afirmou que a direção da escola só entrou em contato com a família um mês depois

A menina Lara Modesto da Fonseca, 10, teve o dedo decepado no final do ano passado pelo professor de matemática Aliomar Baleiro Filho na escola municipal Roma, em Copacabana, zona sul do Rio. Segundo a polícia, Lara, que queria ir ao banheiro sem autorização do educador, ficou ferida após o matemático fechar a porta em cima dela.

Os pais da criança, os auxiliares de serviços gerais Marco Aurélio Teixeira da Fonseca e Suzana Modesto da Silva, ambos de 39 anos, disseram que entraram na Justiça contra o Estado e o professor. O caso foi registrado na 12ª DP (Copacabana).

A mãe de Lara, Suzana Silva, afirmou que a direção da escola só entrou em contato com a família um mês depois. Dias depois da agressão, a menina voltou ao colégio e a família foi informada que o professor de matemática foi substituído por outro educador.

A Folha Online procurou a diretora da escola municipal Roma, Leila Maria Brasiliense Cavalcanti, mas não foi atendida. O professor, que agrediu a menina, também não foi encontrado.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br