Professor é acusado de jogar um apagador na cabeça de aluno no Distrito Federal

O suspeito da agressão trabalha na escola há três anos com contrato temporário

Um professor é suspeito de jogar um apagador na cabeça de um aluno da terceira série no Recanto das Emas, cidade próxima a Brasília. De acordo com o menino, que tem 10 anos, a agressão teria ocorrido dentro da sala de aula. ?Fui pegar meu caderno para emprestar para a minha amiguinha e, quando eu levantei, ele jogou o apagador na minha cabeça?, conta o garoto.

O professor ainda teria o levado para lavar o uniforme. ?Começou a sair sangue, ele me levou para lavar o uniforme e colocou para secar?. A família da criança diz que o menino tentou esconder o machucado. ?A gente chamou o diretor e o professor e ele disse que foi um acidente, que foi uma brincadeira, e não soube se explicar direito?, diz a prima do menino.

O suspeito da agressão trabalha na escola há três anos com contrato temporário. Depois da denúncia, ele foi desligado do colégio e encaminhado para a regional de ensino. ?Ele terá o contrato suspenso imediatamente e, após isso, entraremos com processo de verificação de sindicância para apurarmos os fatos?, afirma a diretora regional do Recanto das Emas, Javan Nascimento.

O caso foi registrado na delegacia. A polícia foi à escola entregar uma intimação ao professor para que ele dê explicações. ?Aconteceu uma brincadeira, o apagador escorregou da mão e acabou sim atingindo no menino, mas punição ao professor tem que vir depois da apuração, não antes?, argumenta o diretor do Sindicato dos Professores, Washington Dourado.

A escola não forneceu o contato do professor.

Fonte: g1, www.g1.com.br