Professor preso com material de pedofilia confessa sentir atração sexual por crianças

Professor preso com material de pedofilia confessa sentir atração sexual por crianças

Mestre Rambo, como era conhecido, dava aula em escolas públicas de São João de Meriti

O professor de capoeira preso após perder o celular que continha fotos de menores de idade na memória do aparelho, confessou na delegacia que sentia atração por crianças e contou que ele próprio sofreu abusos sexuais entre os oito e doze anos de idade. Mestre Rambo, como era conhecido, dava aula em escolas públicas de São João de Meriti, na Baixada Fluminense.

A descoberta ocorreu depois que o celular dele foi encontrado em uma casa de festas. No aparelho, Mestre Rambo guardava diversas fotos de menores. O homem que encontrou o telefone e prefere não ser identificado disse que resolveu mexer no aparelho com o intuito de procurar o dono. Mas encontrou imagens, que na opinião dele, tratavam-se de pedofilia.

? Eu senti revolta, ódio, nojo daquela situação. E acabei entregando o telefone para a polícia.

O delegado Marcello Maia, titular da Dcav (Delegacia da Criança e Adolescente Vítima), identifica nas imagens crianças de até seis anos de idade fotografadas durante a aula.

? Ele pede para que as crianças façam uma ponte para trás. Nessa ponte, se expõe a parte abdominal, que é a região mais trabalhada na capoeira. Ele se aproveita disso para tirar fotografias da região abdominal e logo em seguida também tira foto da região peniana.

Maia diz ainda que existem vídeos em que ele aparece beijando a boca um menor de idade.

? Foi criminoso, não tenho dúvida.

Na casa do suspeito, a polícia encontrou uma câmara fotográfica que continha centenas de fotos de crianças e adolescentes. Mestre Rambo foi preso em flagrante e levado para uma penitenciária de segurança máxima.

Até perder o telefone, o professor de capoeira era um homem acima de qualquer suspeita. Ele era visto por vizinho e pais dos alunos como uma boa pessoa.

? É uma das características principais do pedófilo. A finalidade disso é para, se eventualmente a criança fale isso para um responsável, o pedófilo tente desmascarar.

Fonte: R7, www.r7.com