Professora baleada dentro de escola desabafa:"Estou muito abalada"

O delegado do caso disse que não houve troca de tiros.

A professora Luciana Barbosa, de 33 anos, que foi baleada no pátio do Espaço de Desenvolvimento Infantil (EDI) Beatriz de Souza Madeira, no Rio de Janeiro, concedeu entrevista para o site "Extra" e contou como tudo aconteceu.

"Estava trabalhando quando fui atingida. Estou chegando em casa agora e minha perna ainda está doendo. Não consigo nem falar direito, ainda estou muito abalada", disse a professora.

Uma outra mulher identificada como Ana Cleide Ferreira Lima, de 41 anos,  também foi baleada. Mas o delegado Wellington Vieira, da 40ª DP (Honório Gurgel), responsável pelo caso, disse que não ocorreu troca de titros.

"O helicóptero chegou às 6h30. Saímos de lá às 9h45. Não fomos recebidos à tiros e, durante todo esse tempo, não escutamos tiros. Estamos apurando em que situação as duas mulheres foram baleadas", disse.

De acordo com a Secretaria municipal de Educação, mais de 5 mil  alunos estão sem aulas. A Secretaria Estadual de Educação, no entanto, divulgou que as escolas estão funcionando normalmente.

Image title




Fonte: Com informações do Extra