Professora é vítima de golpe dentro de escola em Altos

A farsa começou a desmoronar quando o homem entregou às vítimas uma ficha para preenchimento de dados pessoais

Um golpe aplicado na última sexta feira (05) em uma escola estadual do município de Altos-PI deixou em alerta toda a população do município.

Um homem de aproximadamente 40 anos adentrou a escola, reuniu-se com professores e se apresentou como representante de um programa do Governo Federal para equipar escolas com computadores, e que dispunha de equipamentos que sobraram desses programas sociais, para vender por preços irrisórios. Pouco depois, os professores descobririam que se tratava de uma armação. Quem faz a denúncia é uma das professoras da escola, que preferiu não se identificar - e nem revelar o nome da escola.

?Nós o recebemos porque estamos, de fato, aguardando os resultados de um programa do Governo Federal para que a escola ganhe um laboratório de informática. Ele tinha muitas informações sobre a escola, pois esteve no município antes. Na conversa com os professores, afirmou que tinha equipamentos para vender. Mostrou preços baixíssimos: computadores (de mesa) por R$ 500, notebooks por R$ 200. Chegou a dizer que, caso a pessoa pagasse à vista pelo computador, ganhava um notebook no ato?, disse a professora.

A farsa começou a desmoronar quando o homem entregou às vítimas uma ficha para preenchimento de dados pessoais. Os professores perceberam uma série de erros grotescos de português na ficha, o que os levou a desconfiar do indivíduo. A esta altura, uma professora já havia acertado a compra de dois notebooks, por R$ 200 cada, pagando à vista. Eram 11h, e o suposto representante do governo prometeu voltar com as mercadorias às 13h30, entregando na própria escola.

Como se suspeitava, ele não voltou. Diante disso, a professora que relata o golpe nesta reportagem resolveu fazer um boletim de ocorrência na delegacia de Altos, denunciando o ocorrido. ?Não perdi dinheiro, mas me sinto desmoralizada, lesada. Nossa escola não tem um controle mais rigoroso de quem entra e quem sai, por isso esse homem chegou até nós?.

Ainda de acordo com a professora, o homem tinha até mesmo um crachá com a marca do Governo Federal. O carro usado pelo enganador era um Siena, de placas NNG-7002. Levantamentos feitos por autoridades policiais constataram que a placa é clonada, pois esses dados pertencem a um automóvel Palio. Há informações de que o homem também tenha tentado aplicar golpes na cidade de Boa Hora e em Caxias, no Maranhão. Informações sobre o suspeito podem ser repassadas para a delegacia de Altos, que investiga o caso. Telefone: 3262-2045.

Fonte: Dowglas Lima