Professora é condenada a 12 anos de prisão por abusar de aluna no Rio

Professora é condenada a 12 anos de prisão por abusar de aluna no Rio

Ao ser presa, ela afirmou ter se apaixonado por menina de 13 anos.

A professora de matemática Cristiane Barreiras foi condenada a 12 anos de prisão por ter abusado de uma aluna de 13 anos. Segundo a sentença de quarta-feira (26), do juiz Alberto Salomão Júnior, da 2ª Vara Criminal de Bangu, na Zona Oeste do Rio, Cristiane ainda pode recorrer da decisão, mas não terá direito à responder ao processo em liberdade, como desejava sua defesa.

"A pena veio menor do que se previa. De qualquer forma, vamos recorrer para tentar diminuir isso. Ela confessou o crime e a gente acha que teria o direito a responder o processo em liberdade?, explicou ao G1, nesta quinta-feira (27), o advogado de Cristiane, Ronaldo Barros.

Em entrevista ao "Fantástico" em outubro, a menina contou como aconteceu a aproximação com a professora (assista no vídeo ao lado).

Relembre o caso

Quando foi presa, Cristiane confessou ter um relacionamento com a menina e afirmou estar apaixonada. A polícia chegou até ela depois que a mãe, que não via a filha havia dois dias, foi dar queixa de seu desaparecimento na delegacia.

Na ocasião, a professora admitiu que havia ido ao motel com a aluna. Na decisão, o magistrado explica que as duas afirmaram ter frequentado o motel, onde namoravam. Elas contaram ainda que tinham encontros íntimos no interior do carro da educadora, onde trocavam beijos e carícias íntimas.

Uma outra adolescente confirmou ter acompanhado as duas ao motel e presenciou o namoro entre a professora e a colega de escola. O texto diz ainda que a situação se repetiu cerca de 20 vezes, embora a professora só confirme três.

Fonte: g1, www.g1.com.br