Promotor dará parecer sobre o menor envolvido

Promotor dará parecer sobre o menor envolvido

Audiência na quinta-feira (22) ouviu envolvidos em desaparecimento e morte de jovem

O promotor Leonardo Barreto, que acompanha o caso Eliza Samudio, tem até esta sexta-feira (22) para emitir um parecer sobre o envolvimento do adolescente de 17 anos, primo do goleiro Bruno, no desaparecimento e morte da ex-amante do jogador.

Na quinta-feira (21), foi realizada uma audiência para avaliar a participação do menor no crime. Foram convocados Bruno, Luiz Henrique Romão (o Macarrão), o ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos (conhecido como Bola) e Sérgio Rosa Sales (primo de Bruno). O tio do menor, que denunciou a participação dele no caso à uma rádio carioca, não estava presente, mas se manifestou por meio de carta precatória.

Dos suspeitos de envolvimento no caso, apenas Sérgio respondeu às perguntas feitas pelo juiz Elias Charbil Abdou Obeid. Bruno, Macarrão e Bola se mantiveram calados durante todo o tempo.

Depois que a promotoria fizer as considerações finais sobre o caso, a defesa do menor poderá apresentar seus argumentos ao Ministério Público. O juiz tem até o fim da detenção temporária do adolescente para dar uma sentença.

Após a audiência, o promotor afirmou que apenas a infração de sequestro já é suficiente para que o jovem seja punido com três anos de detenção. O prazo é o máximo permitido por lei.

O advogado do menor disse que seu cliente tinha estado sob pressão e que mentiu sobre ter visto a mão de Eliza Samudio ser atirada para cachorros comerem.

No entanto, o presidente da comissão dos diretos da criança e adolescente da OAB, Stanley Gusman, acompanhou a audiência e afirmou que não constatou coação nem maus tratos em relação a menor durante os depoimentos que prestou à polícia.

Segundo ele, o adolescente se sentiu à vontade para comparecer a audiência e estava acompanhado da mãe.

Fonte: R7, www.r7.com