Promotor é preso por estuprar as filhas e uma enteada em Alagoas

Ele foi condenado a 76 anos de prisão


O promotor Carlos Fernando Barbosa de Araújo, 58, condenado por estupro e pedofilia, foi encaminhado na manhã de hoje, 25, para o Presídio Baldomero Cavalcanti, em Maceió. Araújo chegou em Alagoas por volta das 1h30 desta quarta-feira após ser capturado no Amapá. Segundo o delegado da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), Acácio Junior, o promotor passou a madrugada em alojamento destinado aos policiais.

"Ele estava tranquilo e disse que realmente tinha chegado o momento de ser preso", contou. O promotor também conversou com a ex-esposa por telefone. Ainda conforme o delegado, o condenado tem se apegado à espiritualidade para enfrentar à justiça. "Falou muito em questões religiosas", salientou Junior.

A passagem pelo presídio será apenas um procedimento para formalizar a prisão, já que ele será encaminhado para o Quartel dos Bombeiros. A Polícia Civil de Alagoas já tinha tentado localizá-lo nos estados da Paraíba e Maranhão. Ele estava foragido desde o ano passado, quando foi condenado pelo Pleno do Tribunal de Justiça de Alagoas a 76 anos de reclusão por três estupros e oito atentados ao pudor, cometidos continuadamente contra duas filhas e uma enteada, além de produção de pornografia infantil.

Carlos Fernando foi detido por policiais do Núcleo de Inteligência (NI), em Macapá (AP), na casa da namorada, no final da manhã de segunda, 23.

 

Fonte: HTN1