Promotor Meton Filho critica defesa de Nilson Feitosa

A promotoria aponta três motivos para a condenação de Nilsinho

O promotor Meton Filho criticou a defesa de Nilson Feitosa, acusado de matar a estudante de medicina Talyne Teles. Segundo ele, a tese da defesa em dizer que a polícia plantou a arma que matou a jovem é uma ofensa à inteligência do povo do Piauí e à Polícia Civil.

A promotoria aponta três motivos para a condenação de Nilsinho: o exame de microcomparação balística, o rastreamento telefônico de seu celular e o caso Zaiana, semelhante ao de Talyne.

2° dia de julgamento

A testemunha Leilane Melo chegou a 9° Vara Criminal por volta das 11 horas. Ela havia se negado a comparecer ao julgamento de Nilsinho, mas marcou presença após mandado da juíza Valdênia Marques.Leilane atendeu Talyne em um supermecado no dia do sequestro.

No segundo dia de julgamento de Nilsinho, oito testemunhas serão ouvidas e mais três testemunhas de defesa deverão depor no Ceará. A sentença deve sair em 20 dias .



Fonte: Portal Meio Norte, www.meionorte.com