Promotora: ""Não quero ligar morte de Delson ao caso Fernanda Lages""

Segundo ela, o conteúdo que estava no notebbok do fotógrafo deve ser visto

A promotora Clotildes Carvalho informou na tarde desta terça-feira(03) em entrevista ao meionorte.com, que devolveu o inquérito ao delegado Carlos César Camelo, presidente do inquérito, por não ter o laudo técnico do computador de Delson Castelo Branco, que usava para atualizar o seu site e para receber e-mails com informações e conversas pessoais.

Segundo ela, o conteúdo que estava no notebook do fotógrafo deve ser visto e que três pessoas foram ouvidas pelo delegado através de diligências solicitadas por ela. " Até agora não apareceu quem colidiu e o delegado não indiciou ninguém", disse ela.

Para Clotildes, é necessário a existência de prova verdadeira para a confirmação da morte do fotógrafo por acidente. " Eu não quero criar polêmica com a polícia e nem quero ligar a morte de Delson à morte de Fernanda Lages", declarou.

A promotora continua com a tese de que Delson Castelo Branco não foi vítima de acidente de trânsito em uma colisão de motocicletas, como apontou a Polícia Civil.



Fonte: Marcos Moraes