Quadrilha de loiras é suspeita de lucrar R$ 100 mil por semana

A maioria das cargas roubadas era de bebidas e de frigoríficos

A quadrilha de loiras suspeita de roubar pelo menos dez caminhões no Rio chegava a lucrar R$ 100 mil por semana. Os agentes prenderam Rebeca de Oliveira Soares, de 29 anos, conhecida como Big Loira. Ela é uma das suspeitas de integrar a quadrilha, que usa como base o Complexo do Chapadão, na Pavuna, na Zona Norte do Rio.

Image title

As armas usadas pelo bando, segundo informações da polícia, eram emprestadas por integrantes do tráfico de drogas do Chapadão, que ficava com parte dos lucros. A maioria das cargas roubadas era de bebidas e de frigoríficos.

Antes de ser presa, Rebeca havia pintado o cabelo de um tom escuro. A medida, segundo a polícia, era para para evitar ser reconhecida por motoristas. Também são suspeitos de integrar a quadrilha Mayana Rosa Alves, considerado foragida, e Alan Luís Matos dos Santos, que está preso.

Fonte: Com informações do Jornal Extra