Quadrilha falsificava R$ 250 mil por mês em SP

A operação contou com a participação de 250 policiais no Estado de São Paulo

A Pol?cia Federal desarticulou uma quadrilha que falsificaria dinheiro, composta por cerca de 20 pessoas. Estima-se que a quadrilha seja respons?vel pela produ??o mensal de mais de 15 mil c?dulas falsas, o que corresponderia a mais de R$ 250 mil em notas falsificadas. A opera??o Galo Capote foi iniciada h? nove meses e teve a participa??o de 250 policiais no Estado de S?o Paulo e cerca de 100 agentes em outros Estados. Durante o dia a pol?cia cumpre dez mandados de pris?o e cerca de 70 mandados de busca e apreens?o em S?o Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Alagoas, Amazonas e Rio Grande do Norte.

Segundo a pol?cia, a quadrilha estava sediada em S?o Paulo, onde adquiria mat?ria-prima, produzia as c?dulas falsas, repassava grandes lotes a distribuidores que, por sua vez, entregavam quantidades menores a pequenos distribuidores, respons?veis por colocar as notas em circula??o.

A pol?cia informou que a maioria dos suspeitos de integrar a quadrilha j? tem uma extensa ficha criminal pelos crimes de estelionato, tr?fico de entorpecentes, associa??o ao tr?fico, recepta??o, entre outros.

A opera??o recebeu o nome de Galo Capote em alus?o ao modo como os criminosos se referem ? c?dula de R$ 50, a preferida para falsifica??o. No jogo do bicho, o n?mero 50 corresponde ao galo. J? capote ? um dos nomes da galinha d"angola ou guin?. O cruzamento desses animais gera um animal h?brido, est?ril, um falso galo: o "galo capote", igual ?s c?dulas falsificadas.

Fonte: Terra, www.terra.com.br