Quadrilha sequestra 14 pessoas e obriga gerente sacar dinheiro

Quadrilha sequestra 14 pessoas e obriga gerente sacar dinheiro

A quadrilha utilizou o gerente para roubar o dinheiro da agência em que trabalhava, além de sequestrar membros de sua família

O gerente do Banco do Brasil de Paraipaba, a 93 quilômetros de Fortaleza, e mais 14 pessoas foram sequestradas na madrugada desta segunda-feira (29). De acordo com a delegada de Paraipaba, Yasmin Ximenes, a quadrilha utilizou o gerente para roubar o dinheiro da agência em que trabalhava, cometendo crime de extorsão mediante sequestro.

O crime aconteceu na casa do gerente Cristiano da Cruz, 51 anos. Segundo a delegada, ele se preparava para sair de casa, quando a esposa, ao portão, foi surpreendida pelos criminosos. O bando levou sete membros da família como refém.

Na saída, a quadrilha percebeu que os vizinhos tinham testemunhado o crime e levaram também sete pessoas da vizinhança de refém, totalizando 14 vítimas de sequestro. Ainda de acordo com Ximenes, um dos bandidos seguiu no carro do gerente para agência bancária, com o objetivo de que Cristiano da Cruz sacasse o dinheiro do cofre. Ao deixar o gerente na agência, o criminoso ficou esperando pelo dinheiro no município de Trairi.

Ao chegar no banco, o vigilante desconfiou do nervosismo do gerente, que passou mal, chegando a desmaiar, quando foi abrir o cofre. Nesse momento, o vigilante acionou a polícia. Um comparsa do bando, que vigiava o procedimento do saque, percebeu que a ação havia sido frustrada e comunicou aos outro parceiros para que liberasse os sequestrados. As vítimas foram deixadas em Pacajus.

De acordo com a delegada, ninguém foi preso. Além disso, ela disse que a quadrilha acreditava que, por ser final do mês, a agência teria cerca de um milhão de reais. Porém, o valor que constava no cofre era de aproximadamente cem mil reais.

A agência permanece fechada nesta segunda, inclusive a área de auto atendimento. Já o gerente do banco foi hospitalizado e já recebeu alta. A delegada afirmou que ele está sob escolta policial sem prazo determinado.

Ataque a banco

Um levantamento divulgado pelo Sindicato dos Bancários do Ceará (SEEB/CE) mostra que cem ataques a bancos já foram registrados no estado somente até outubro de 2012.

Fonte: jangadeiroonline.com.br