Quadrilha sequestrou até cachorro da filha de Silvio Santos

Polícia Civil Além de utilitário esportivo, criminosos roubaram dólares e joias

Além de um utilitário esportivo, a quadrilha que invadiu uma das casas do apresentador e empresário Silvio Santos, no Morumbi, Zona Sul de São Paulo, no último sábado (13), roubou US$ 120 (pouco mais de R$ 220), joias e sequestrou o cachorro de estimação da filha do dono do SBT.

A informação foi confirmada nesta quarta-feira (17) por policiais civis do 89º Distrito Policial, onde o caso foi registrado, e pelo delegado Paul Henry Bozon Verduraz, do SIG (Setor de Investigações Gerais) da 3ª Delegacia Seccional, que irá investigar o caso. O veículo foi achado no domingo (14) em ruas próximas ao local do assalto. O cão, de cor branca, foi devolvido à dona do animal na segunda-feira (15), de acordo com policiais do 89º DP. Pessoas ligadas à filha de Silvio Santos, que não quiseram se identificar, confirmaram que os criminosos ligaram para a ela e informaram o local onde deixaram o bicho.

“O fato de os bandidos terem levado o cachorro demonstra um ato de total crueldade com o animal e a dona dele”, disse o delegado Verduraz. “Esse tipo de quadrilha está atuando faz tempo na região do Morumbi.” Os quatro criminosos que invadiram a casa de Silvio Santos sequestraram o cachorro com a intenção de pedir um resgate em dinheiro para devolvê-lo, mas isso não aconteceu.

A quadrilha se mostrou arrependida e com medo do destaque que o assalto tomou na mídia e resolveu devolver o animal no mesmo local onde o utilitário havia sido abandonado, segundo a polícia. Ninguém foi preso. No dia do crime, os criminosos usavam máscaras tipo ninja. A informação foi dada pelo copeiro da residência do dono do SBT à Polícia Civil, e consta do boletim de ocorrência registrado no 89º Distrito Policial, no Portal do Morumbi, ao qual o G1 teve acesso.

Por causa do disfarce dos criminosos, os policiais que investigam o caso desistiram de pedir ao copeiro para ajudar a fazer o retrato falado dos suspeitos. A investigação policial chegou a pedir as imagens gravadas pelas câmeras de segurança do imóvel assaltado. O objetivo da polícia é tentar identificar a quadrilha com o uso do vídeo. Ainda não há informação se as câmeras flagraram a ação da quadrilha.

Durante o assalto, quatro pessoas foram feitas reféns, entre eles estavam a filha e o genro do apresentador. O único nome de vítima que consta do BO é do copeiro. As demais pessoas que estavam na casa não tiveram seus nomes divulgados. A residência, na Rua Antônio de Andrade Rebelo, é a mesma em que sua filha Patrícia Abravanel foi sequestrada em agosto de 2001. Copeiro Segundo o registro do caso, o copeiro contou à polícia que chegava ao imóvel quando duas pessoas, pelo menos uma delas armada, renderam-no e exigiram que ele ficasse na guarita.

Um dos assaltantes ficou com o funcionário, enquanto o outro foi para dentro da residência, onde estavam outros dois comparsas. Segundo informou para a reportagem no domingo (14) o delegado Paulo Françolin Jr., do 89º DP, os criminosos entraram na casa por volta das 22h15 de sábado.

Eles roubaram um utilitário esportivo e objetos. Ainda segundo Françolin Jr., os criminosos amarraram e trancaram as quatro pessoas que estavam no interior da casa em um dos cômodos. Para a polícia, o copeiro disse que os criminosos queriam informações sobre um cofre, que ele informou não ter conhecimento.

O funcionário declarou que, para ter acesso à residência, os bandidos renderam seguranças de um imóvel vizinho. Os criminosos fugiram com o carro que estava na garagem do imóvel. A PM achou o veículo, que estava abandonado na região, e o devolveu ao copeiro. Segundo a secretaria, os proprietários ainda não foram à delegacia prestar esclarecimentos.

Fonte: g1, www.g1.com.br