Quarto suspeito é indiciado por homicídio e ocultação de cadáver do menino Bernardo Boldrini

Pai, madrasta e amiga também estão presos pela morte de menino de 11 anos em abril deste ano

Evandro Wirganovicz, o quarto suspeito de participar da morte do menino Bernardo Boldrini, de 11 anos, foi indiciado, na tarde de sexta-feira (8), por homic?dio simples e oculta??o de cad?ver. A Pol?cia de Tr?s Passos, no norte do Rio Grande do Sul, entregou o inqu?rito complementar ? Justi?a e pediu a convers?o da pris?o tempor?ria em preventiva. Ele est? preso desde o dia 10 de maio. Ele j? havia sido denunciado e transformado em r?u, mas s? pela oculta??o do corpo.


Outras tr?s pessoas est?o presas acusadas do crime: o pai da crian?a, o m?dico Evandro Boldrini; a madrasta, a enfermeira Graciele Ugulini; e uma amiga do casal e irm?o de Evandro, a assistente social Edelv?nia Wirganovicz.?

Segundo a delegada Caroline Bamberg, respons?vel pelo caso, ele s? n?o foi denunciado por homic?dio qualificado, como os outros suspeitos, porque a pol?cia n?o conseguiu provar que ele sabia de detalhes do crime. Segundo as investiga?es, ele participou do caso ao fazer uma cova para que algu?m fosse enterrado. O buraco foi feito no dia 3 de abril. Dois dias depois, Bernardo foi assassinado.?

O Minist?rio P?blico agora vai analisar o novo relat?rio da Pol?cia Civil e decidir se Evandro ser? denunciado por assassinato.?

O crime

No dia 14 de abril, Bernardo Boldrini, de 11 anos, foi encontro nu, enterrado em um matagal de Frederico Westphalen, tamb?m no norte ga?cho, depois de dez dias desaparecido. No mesmo dia, os tr?s primeiros suspeitos foram detidos.

Segundo investiga?es da Pol?cia Civil, Graciele Ugulini e Edelv?nia Wirganovicz mataram o menino. A suspeita ? de que a crian?a tenha sido morta por uma inje??o letal. O pai da crian?a, Leandro Boldrini, tamb?m teve participa??o na morte de Bernardo, fornecendo o medicamento controlado em uma receita assinada por ele, na cor azul.

Fonte: Folha do Sertão
Tópico