Crime solucionado: quatro devem ser indiciados por esquartejar um jovem

Três adultos e um adolescente devem ser responsabilizados pela Polícia Civil

Está praticamente solucionado o crime bárbaro cometido no último sábado na região oeste de Santa Maria. Quatro suspeitos devem ser indiciados por terem cometido ou participado da morte e do esquartejamento de Ismael Vais da Silva, 22 anos. Dois deles estão presos, um adolescente de 13 anos, está apreendido, e um segue em liberdade.

Na manhã de ontem, foi encontrada a cabeça do jovem na entrada da área do Jockey Club, no bairro Juscelino Kubitschek, encoberta pelo matagal. Por volta das 9h15min, o operador de máquinas da prefeitura Valter Righi, 47 anos, roçava o mato no local quando avistou a cabeça. Ele acionou a Brigada Militar, que isolou a área até a chegada da perícia. A Guarda Municipal também atendeu a ocorrência.


Quatro devem ser indiciados por esquartejar jovem em Santa Maria

O crime ocorreu por volta das 2h do último sábado. O corpo de Silva foi encontrado sem a cabeça e parte da perna direita em um terreno nos fundos da Escola Estadual Santa Marta algumas horas depois. A perna foi localizada no mesmo dia a cerca de 20 metros do local onde o corpo estava. O delegado Carlos Alberto Dias Gonçalves, responsável pelo caso, aguarda apenas a chegada do laudo da necropsia para concluir o inquérito e bater o martelo sobre os indiciamentos, o que deve ocorrer entre hoje e segunda-feira.

Segundo ele, os irmãos Rodinei dos Santos, 22, e Valdinei dos Santos, 24, teriam sido os autores das facadas que mataram Silva _ uma avaliação preliminar indica diversas perfurações pelo corpo. Eles também teriam decapitado a vítima e cortado parte da perna dele. Ambos estão presos preventivamente na Penitenciária Estadual de Santa Maria. Rodinei foi preso em flagrante algumas horas após o crime. Ele estava dormindo, enrolado em um cobertor, com as mãos e roupas sujas de sangue em uma construção, em um beco, nas redondezas. A participação do irmão dele, Valdinei, foi apurada durante as investigações. O adolescente teria fornecido as facas _ três que teriam sido utilizadas foram apreendidas _, foi apreendido e encaminhado ao Centro de Atendimento Socioeducativo (Case). Um quarto homem, um jovem de 18 anos, estaria junto com o trio na madrugada do assassinato e teria dado abrigo ao adolescente após o crime. Pelo crime ser de menor potencial ofensivo, ele permanece em liberdade.

Para a polícia, o 36º assassinato do ano foi premeditado e teria sido motivado por uma rixa antiga entre Rodinei e Silva. O advogado dos irmãos, Divor Rites Bassan Filho, confirmou que os envolvidos tinham uma desavença. Segundo ele, Valdinei assumiu a participação, mas Rodinei negou.

Fonte: Zero Hora