Quatro funkeiros são presos por apologia ao tráfico

Com os suspeitos, foram apreendidos CD"s com funks conhecidos como proibidões.

Quatro funkeiros do Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, suspeitos de fazerem apologia ao tráfico de drogas foram presos por agentes da DRCI (Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática) nesta quarta-feira (15).

Os MC"s conhecidos como Smith, Tikão, Max e Frank tiveram mandado de prisão expedidos pela Justiça. Com eles, foram apreendidos CD"s com funks chamados de proibidões, com letras de apologia ao tráfico de drogas e outros crimes.

A delegada Helen Sardenberg informou que os quatro vão responder pelos crimes de formação de quadrilha e associação ao tráfico.

Os funkeiros costumam cobrar em média cachê de R$ 1.500 por apresentação no Rio de Janeiro. Se o show fosse em outro Estado, o preço podia chegar a R$ 4.000.

Fonte: R7, www.r7.com