Quatro são acusados de jogar bombas em Copacabana

Os acusados já foram presos pela polícia do Rio de Janeiro.

Dois homens foram presos e dois menores apreendidos, entre a madrugada e a manhã desta terça-feira, acusados de tentar incendiar veículos em Copacabana.

Uma operação conjunta da 12ª DP (Leme) e do 19ª BPM (Copacabana) resultou, durante a madrugada, na apreensão de duas bombas de fabricação artesanal, que tinham sido colocadas sob carros estacionados no bairro. Um dos artefatos chegou a ser acionado, mas um segurança conseguiu apagar o pavio.

Segundo o delegado Bruno Gilaberte, o primeiro artefato foi encontrado na Rua Xavier da Silveira, com Ayres Saldanha. Testemunhas contaram à polícia que dois homens em uma moto se aproximaram do veículo e jogaram a bomba embaixo do carro. Um segurança viu a ação e conseguiu apagar o pavio. O segundo artefato foi localizado na Rua Hilário de Gouveia.

Momentos depois, os policiais detiveram dois adolescentes, de 15 e 17 anos. Com eles, a polícia prendeu Thiago da Costa Garcia, 24. De acordo com o delegado Gilaberte, ele já cumpriu pena por roubo. Segundo a polícia, ele será autuado por crime de explosão e formação de quadrilha. Os detidos são da favela Pavão-Pavãozinho. O quarto homem acusado de envolvimento com as tentativas de incendiar veículos foi preso, na manhã desta terça-feira, no Morro do Cantagalo, em Ipanema, e levado para a 12ª DP (Copacabana).

- Acredito que possam ser ataques coordenados, e talvez ataques determinados por uma facção criminosa. O objetivo seria mostrar poder bélico, mas eles não contam com a ação da polícia - afirmou o delegado.

Fonte: O Globo