Padrasto é suspeito de estuprar e matar criança de três anos

Padrasto é suspeito de estuprar e matar criança de três anos

“Isso não é humano para ninguém. Era uma criança de 3 anos de idade, inocente, que não devia nada para ninguém”, desabafa

“Isso não é humano. Quem teve coragem de fazer isso é um monstro”, disse o pai da menina de 3 anos que foi espancada e estuprada no sábado (12), em Nerópolis, a 30 km de Goiânia. O principal suspeito é o padrasto da menina. A criança chegou a ficar três dias internada no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), mas acabou morrendo na tarde de quarta-feira (16). O pai conta que a filha parecia bem e que até entendia o que ele falava. Ele não se conforma com a morte da filha: “Isso não é humano para ninguém. Era uma criança de 3 anos de idade, inocente, que não devia nada para ninguém”, desabafa. O suspeito foi preso no sábado (12), depois que a mãe da menina, que vivia com ele há oito meses, encontrou a filha machucada e a levou ao hospital. Segundo a polícia, a mulher deixou a filha com o companheiro para ir trabalhar. O padrasto prestou depoimento na segunda-feira (14) na delegacia da cidade e, de acordo com o delegado titular da delegacia de Nerópolis, Mozart Machado, os laudos médicos comprovaram o crime. Segundo Mozart, ele será autuado por homicídio e estupro de vulnerável. Se condenado, pode pegar até 30 anos de prisão. A mãe da garota acredita na punição da Justiça: “Nada vai trazer minha filha de volta, mas o que a Justiça fizer ainda vai ser pouco para ele.” A criança será enterrada nesta quinta-feira (17), no Cemitério Municipal de Nerópolis.

Fonte: g1, www.g1.com.br