"Quem tem que se esconder não sou eu", afirma motociclista que filmou tentativa de assalto

"Quem tem que se esconder não sou eu", afirma motociclista que filmou tentativa de assalto

Ao parar em um semáforo com sua motocicleta, o homem foi abordado por dois criminosos em outra moto

O motociclista que filmou a tentativa de assalto sofrida por ele no último sábado, na zona leste de São Paulo, resolveu aparecer em frente às câmeras com exclusividade.

"Eu sou a vítima. Quem tem que se esconder não sou eu", afirmou Anderson. O motociclista voltou a explicar o assalto e mostrou a câmera usada por ele no capacete para filmar a ação dos criminosos.

"A câmera estava no queixo. Acho que o assaltante viu, mas estava mais preocupado em levar a moto", disse a vítima, que trabalha como segurança.

"Foi meu salvador"

Ao parar em um semáforo com sua motocicleta, o homem foi abordado por dois criminosos em outra moto, sendo que um deles o ameaçou com um revólver. Quando se preparava para fugir, a dupla foi surpreendida por um cabo da PM que passava pelo local de carro. Fardado, o agente atirou duas vezes contra o bandido armado, que caiu ferido e foi preso. O outro ladrão conseguiu fugir.

"Foi meu salvador. Na hora eu pensei: "Graças a Deus que apareceu um santo homem na minha frente para resolver a situação" ", disse o motociclista assaltado, que trocou poucas palavras com o policial e apenas teve a chance de agradecê-lo.

A vítima confessou que teve medo de morrer ao pensar que o bandido poderia ter disparado se tivesse notado a câmera acoplada em seu capacete. "Ele estava com o dedo no gatilho", afirmou.

Em conversa com a BandNews FM, o motociclista disse pode se desfazer do veículo após o susto. "Estou pensado em passar ela para frente, em vender, não desejo isso para ninguém", justificou.

O assaltante ferido levou dois tiros e foi levado para o pronto-socorro do Hospital do Tatuapé, onde foi atendido. Segundo a instituição médica, ele passa bem e não corre risco de morrer.

Fonte: Band