Rapaz diz que matou jovem queimada em forno de pizzaria sob efeito de droga no MT

Rapaz diz que matou jovem queimada em forno de pizzaria sob efeito de droga no MT

Após o depoimento, o jovem foi encaminhado para a Penitenciária Central do Estado

O suspeito Welber Melques Venandes de Oliveira, de 22 anos, confessou nesta segunda-feira (13), em depoimento à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Cuiabá, ter assassinado a facadas uma jovem de 25 anos e, depois ter queimado o corpo dela dentro do forno de uma pizzaria. O rapaz se apresentou à Polícia Civil e declarou que cometeu o crime quando estava sob o efeito de drogas, conforme disse o delegado André Renato Gonçalves, que conduz o inquérito.

O advogado do suspeito,Paulo Valine Medeiros, disse à imprensa que o seu cliente contou que o crime não teve uma motivação aparente. Ele relatou ainda que o suspeito é usuário de drogas há pelos menos dois anos. Após o depoimento, o delegado do caso, André Renato Gonçalves, declarou que o jovem foi indiciado pelos crimes de homicídio qualificado e tentativa de destruição de cadáver. O inquérito policial deve ser concluído ainda nesta semana, conforme a polícia.

Após o depoimento, o jovem foi encaminhado para a Penitenciária Central do Estado (antigo presídio Pascoal Ramos), na capital, onde deve ficar preso temporariamente pelo período de dez dias. A Justiça decretou a prisão dele com base no depoimento do pai do suspeito. Ele disse à polícia que o filho contou que cometeu o homicídio e, em seguida, fugiu em uma motocicleta. O advogado pontuou que vai esperar o delegado concluir o inquérito para depois decidir quais as medidas judiciais que devem ser tomadas.

No depoimento, o suspeito Welber Melques informou que passou a noite com a jovem em uma boate localizada no bairro Alvorada, na capital. Ele afirmou que ambos consumiram drogas e depois foram para a pizzaria do pai dele, perto da Avenida General Mello, no bairro Barbado.

Segundo o delegado André Renato, o suspeitou comentou que os dois foram até o estabelecimento buscar mais dinheiro para continuar consumindo cocaína. O suspeito e a vítima teriam se conhecido na noite do crime.

No local, ?subitamente?, segundo o delegado, o jovem contou que matou a mulher com golpes de faca e depois colocou o corpo dela inteiro dentro do forno. O corpo da vítima foi encontrado no último dia 3 de fevereiro totalmente carbonizado. Em seguida, o suspeito limpou a cena do crime.

Os vizinhos relataram à polícia que ouviram gritos de uma mulher na madrugada da data do crime. Após o fato, o suspeito foi até a casa do pai dele e ficou escondido na chácara de um amigo, em Cuiabá.



Fonte: G1