Rapaz que degolou a mãe e fugiu com a cabeça é morto pela polícia

Após degolar a mãe, de 56 anos, o jovem ainda chegou a atingir as costas do pai e tentou matar o irmão

O rapaz de 22 anos que degolou a mãe e fugiu com a cabeça foi morto durante confronto com a polícia na tarde desta quinta-feira (25), em um matagal em Uauá (BA). Ele estava foragido desde a manhã de domingo (21), quando ocorreu o crime.

Segundo o delegado Felipe Neri, responsável pela investigação do caso, o jovem foi encontrado perto de um riacho, que ele usava para beber água durante a fuga. Escondido atrás de uma árvore, o rapaz surpreendeu a equipe de buscas e cortou o braço de um investigador com um facão. "No confronto, ele foi atingido por um tiro de fuzil feito por um policial militar". O corpo dele foi levado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Juazeiro (BA), de onde será liberado para o sepultamento.

O crime

Após degolar a mãe, de 56 anos, o jovem ainda chegou a atingir as costas do pai e tentou matar o irmão, de 13 anos. Após o crime, ele carregou a cabeça da mãe e a foice usada no crime para dentro da mata que cerca a casa da família.

As polícias Civil e Militar da Bahia fizeram uma operação para encontrar o jovem. Na terça-feira (23), policiais militares encontraram o rapaz e disparam contra ele, que ficou ferido de raspão, mas seguiu com a fuga. A foice foi localizada no matagal nesta quarta-feira (24).

O corpo da vítima foi sepultado nesta segunda-feira (22), no cemitério municipal. A cabeça foi localizada na terça-feira, passou por exames periciais no Instituto de Medicina Legal (IML) da região e liberada em seguida para ser sepultada com o corpo.

O delegado disse ao G1 que o rapaz tinha voltado de São Paulo no fim de fevereiro, onde morava com dois irmãos. "A mãe foi buscá-lo após relatos dos dois filhos de que este [foragido] estava dando trabalho para eles. Agora, não sabemos se ele tinha problemas com drogas."

Fonte: g1, www.g1.com.br