Recém-nascido pode ter sido jogado ainda vivo em fossa pelo próprio pai, informa polícia militar

Recém-nascido pode ter sido jogado ainda vivo em fossa pelo próprio pai, informa polícia militar

Depoimentos dos pais é divergente. Homem foi preso e mãe liberada para tratamento

O bebê encontrado morto dentro de uma fossa no último domingo pode ter sido jogado ainda vivo pelo próprio pai, de acordo com a polícia. O caso aconteceu na cidade goiana de Cocalzinho, no Entorno do Distrito Federal. O homem foi preso, autuado por homicídio e a mulher foi liberada e encaminhada para tratamento psiquiátrico por ter apresentado quadro de desequilíbrio na delegacia.

? Ainda não temos o resultado do laudo sobre a morte, mas é quase certo que a criança tenha sido jogada na fossa ainda viva, diz o titular da delegacia de Águas Lindas ? onde o caso foi registrado -, Fernando Gama.

Segundo a polícia, a mãe, de 21 anos, teria tomado comprimidos abortivos, deu à luz no banheiro e, em seguida, o bebê foi jogado dentro da fossa de casa pelo próprio pai.

Segundo a polícia, a mulher teve o bebê prematuro ? com sete meses de gestação - em casa, no último sábado (20). Segundo o depoimento dela, após tomar três comprimidos abortivos dados pelo pai da criança, ela teria entregado a criança ao homem, que teria envolvido o bebê em um saco plástico e o jogou em uma fossa, dentro do lote.

Já segundo a versão do pai da criança, a mulher teria tomado os comprimidos por conta própria e lhe entregou o bebê envolvido em um saco plástico. Em seguida, ele teria jogado o bebê na fossa da casa onde morava o casal.

Fonte: r7