Recepcionista afirma que viu menor deixar quarto hotel de cantor do "Eu quero tchu, Eu quero tcha"

Recepcionista afirma que viu menor deixar quarto hotel de cantor do "Eu quero tchu, Eu quero tcha"

Tio de adolescente registrou queixa contra Marcelo, em Barreiras, na Bahia.

O recepcionista Cássio Silva que trabalha no hotel onde se hospedou os cantores da dupla sertaneja João Lucas e Marcelo, em Barreiras, na Bahia, prestou depoimento na delegacia da cidade, na tarde da terça-feira (16).

Segundo informações do delegado Francisco de Sá, Silva é uma das testemunhas do caso que envolve o cantor Marcelo. O tio de uma adolescente de 14 anos prestou queixa contra o artista, pela suspeita da jovem ter ido, após show, ao quarto onde o cantor estava hospedado.

De acordo com o delegado, o recepcionista disse que não conseguiu ver a menina subir ao quarto do cantor, mas viu a menina sair pelo evelador. "Ele disse que estava muita confusão quando o cantor chegou, por isso não conseguiu ver se ele estava acompanhado. Ele disse também que a tia da jovem foi até a recepção e pediu para interfonar para o quarto do artista. Foi quando o recepcionista ligou para a assessoria do cantor. Logo depois a adolescente desceu de elevador e saiu pela frente do hotel, acompanhada da tia. Segundo o recepcionista, o cantor desceu logo em seguida e saiu pelo fundo do hotel", disse o delegado. Em depoimento, o recepcionista informou também que o tempo entre a subida e a descida do cantor foi de 30 minutos.

Segundo Sá, o condutor da Van que transportou o artista e a jovem será ouvido na próxima semana.

Câmeras de Segurança

O delegado que cuida do caso informou que solicitou ao hotel, as imagens das câmeras de segurança. "A gerente do hotel revelou que as câmeras não estão funcionando, que elas seriam instaladas no outro dia, após o fato. Ela chegou a mostrar recibos que comprovam a revelação. A gerente disse também que somente as câmeras do estoque de bebidas e comidas estavam funcionando", disse o delegado.

O Caso

De acordo com a polícia, a garota relatou que, após o show da dupla na ExpoBarreiras 2013, foi por vontade própria ao quarto do hotel onde o cantor estava. "Tudo o que aconteceu no quarto não foi nada forçado, foi porque eu quis mesmo. Relação sexual entre nós, não. Não rolou", disse a garota à polícia.

"Vou pedir exame porque não vou pela conversa dela. Tem que saber a verdade", afirmou o tio da garota, que prestou queixa contra o artista e não quis se identificar. A adolescente esteve no Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Barreiras para realizar exame de corpo de delito. Segundo o DPT, o resultado do exame deve sair entre 20 e 30 dias. A jovem foi ao local acompanhada do tio.

Segundo o delegado Francisco de Sá, a menina ficou no quarto por cerca de 30 minutos. A polícia abriu inquérito com base no Estatuto da Criança e do Adolescente. "Exploração sexual ou favorecimento da prostituição a crianças e adolescentes. Segundo as declarações da vítima, da adolescente, não houve a conjunção carnal, houve atos libidinosos diversos da conjunção carnal", disse o delegado.

A assessora de imprensa da dupla, Fernanda Capelesso, disse em entrevista à TV Oeste que vai aguardar o andamento das investigações para se pronunciar. "A gente está esperando as investigações do delegado porque a versão que a menina está falando não é a versão que a gente tem, que é o que aconteceu. Conversamos com o delegado e pedimos liberação das imagens de elevador, de corredor, pra gente verificar direitinho. Assim que a gente tiver uma posição certinha, com tudo real, a gente vai falar", afirmou.

Entre as músicas da dupla João Lucas e Marcelo está o hit de sucesso "Eu quero tchu, Eu quero tcha".

Fonte: G1