Rio de Janeiro terá força de paz nos moldes do Haiti, diz comandante do Exército Enzo Peri

Rio de Janeiro terá força de paz nos moldes do Haiti, diz comandante do Exército Enzo Peri

Ainda não se sabe, no entanto, quando a força pacificadora começa a atuar

Rio terá uma força de paz. Segundo, o general do Exército Enzo Peri, comandante do Exército, a ideia é que a força pacificadora seja nos mesmo moldes da do Haiti e faça o policiamento do Alemão e Vila Cruzeiro no lugar das polícias.

Ainda não se sabe, no entanto, quando a força pacificadora começa a atuar e nem como exatamente vai funcionar. Segundo o general Adriano Pereira Júnior, o Exército ainda precisa de um tempo para fazer o planejamento das ações e, por isso, não seria possível implantar a força de paz antes do dia 15 de dezembro.

?O governador, o ministro da Defesa e as forças militares vão decidir como isso vai acontecer e como será implantada. Mas a previsão é que seja ainda este ano?, disse o comandante do Exército.

Exército investiga militares ameaçados em favelas

O Exército confirmou ainda ter recebido denúncias de militares, que moram em favelas, e estariam sendo ameaçados por traficantes.

Segundo o general Adriano Pereira Junior, do Comando Militar do Leste, está sendo feito um acompanhamento das ameaças sofridas por militares e seus familiares depois da ocupação do Alemão.

"Tudo é muita encenação. Eles não vão atacar as famílias. Estou certo de que as tropas estão fazendo um trabalho correto", afirmou Pereira Júnior, ressaltando que o setor de inteligência do Exército está atuando no caso.

Fonte: g1, www.g1.com.br