Robert Rios mostra Guardião: Central de grampos da Polícia

Robert Rios Magalhães, foi entrevistado pelo jornalista Roberto Cabrini no Domingo Espetacular

O Secret?rio Estadual de P?blica do Piau?, Robert Rios Magalh?es, foi entrevistado pelo jornalista Roberto Cabrini na ?mat?ria da semana? que tratou sobre grampos telef?nicos no Domingo Espetacular, da Rede Record.

Robert Rios mostrou o ?Guardi?o?. Aparelho do departamento de intelig?ncia da Pol?cia Civil do Piau? respons?vel pela intercepta??o e grava??o de centenas de liga?es telef?nicas ao mesmo tempo com autoriza??o da Justi?a. ?Existem aparelhos como esse espalhados por todo pa?s, recebemos uma rara autoriza??o para mostrar o Guardi?o, podemos entrar na sala apenas acompanhado pelo Secret?rio de Seguran?a do Piau?, disse Roberto Cabrini.

?O telefone interditado, a operadora recebe ordem e joga sinal para o Guardi?o. Funciona como ramal e aqui s?o gravadas as liga?es. ? imposs?vel apagar, uma opera??o como essa deixa rastros e pode ser rastreado?, disse Robert Rios.

O Secret?rio de Seguran?a explica que o grampo autorizado pela Justi?a tem sido essencial na solu??o de casos como seq?estro, grandes quart?is de drogas, lavagem de dinheiro, enriquecimento il?cito, corrup??o no Pa?s. ?? um arma poderosa. Retirar o grampo ? voltar a idade m?dias das investiga?es?, disse Robert Rios.

Para o secret?rio o grampo telef?nico ?convence o juiz e a sociedade, uma vez que convence a sociedade fica muito dif?cil um juiz ir contra?.

Separando o Joio do Trigo

Robert Rios explicou que as informa?es chegam a todo momento ao Guardi?o, sendo ouvidas e selecionadas por agentes da Pol?cia Civil. ?Esses policiais s?o fiscalizados e investigados por uma outra equipe?, disse o Secret?rio. Robert explica ainda que a conversa com um telefone grampeado ? copiada, mas o outro telefone de quem conversa n?o fica grampeado pelo Guardi?o.

Secret?rio leva equipe para um passeio em Teresina

Robert Rios levou a equipe de Roberto Cabrini para um passeio em Teresina onde contou sobre a import?ncia dos grampos telef?nicos para derrubar o cartel dos postos de combust?veis em Teresina. ?N?s interceptamos conversas onde eles combinavam os pre?os e no outro dia todos amanheciam com o mesmo pre?o?, disse Robert Rios.

A reportagem mostrou uma intercepta??o de conversas sobra a aplica??o do pre?o de R$ 2,45 para a gasolina, e mostrou postos com o combust?vel ao pre?o combinado pelo quartel em Tereisna.

Robert Rios tamb?m lembrou da quadrilha que vendia rem?dios e praticava abortos em Teresina. ?Nessa opera??o foram presas pessoas da rede p?blica de sa?de envolvidos no crime de aborto?, contou o Secret?rio. A reportagem mostrou di?logos interceptados sobre abortos realizados em Teresina.

Fonte: Ananias Ribeiro, meionorte.com