Sede da Amhor é assaltada pela sétima vez em Teresina

Sede da Amhor é assaltada pela sétima vez em Teresina

A diretora da entidade questionou as falhas do sistema da Polícia

A Associação de Portadores de Mielomeningocele, Hidrocefalia e Transtornos Neurológicos Orando por Recuperação (AMHOR) foi assaltada sete vezes somente em 2013, duas vezes nos últimos três dias.

Durante a ação criminosa, os bandidos serraram as grades de uma janela e entraram direto na sala que guardava as doações. Eles levaram todas as doações que seriam entregues às famílias na próxima sexta-feira (13).

A diretora da entidade, Estela Mota, participou do programa Agora da Rede Meio Norte e questionou as falhas do sistema da Polícia e a ausência das autoridades. Ela assegura que nem um Boletim de Ocorrência (BO) foi possível registrar porque o sistema estava fora do ar.

Estela Mota afirmou que foram levadas mais de 200 latas de leite, arroz, feijão, fraldas e até o botijão de gás.

?Nós fomos assaltados duas vezes e na primeira vez, sábado, nos dirigimos ao 2º Distrito Policial e o sistema estava fora do ar. E nós perguntamos: onde estão nosso Secretário de Segurança e o nosso governador? As pessoas tentam fazer um mundo melhor, mesmo sem ajuda e numa hora como essa a gente não tem segurança e nem tem como prestar uma queixa?.

Em conversa com o apresentador Ieldyson Vasconcelos, durante o programa Agora, na tarde desta terça-feira, 11, o secretário Robert Rios deu a resposta. ?Eu acredito que não realizar um boletim de ocorrência é uma questão de caráter . O B.O. é uma informação de que alguém sofreu um crime.? Ao fazer a afirmação o secretário garante que, na ausência do sistema, ?bastava pegar uma caneta ou um lápis com papel e fazer um B.O.? Eu fico preocupado com a falta de caráter de um policial desse?, completa. Ele lamenta ainda dizendo que ?em meio a tanta gente extraordinária (na polícia) tenha uma meia dúzia de ordinários?

Encerrando a entrevista, o secretário de segurança garantiu que as providências vão ser tomadas, quanto à negligência e quanto às ocorrências de assaltos à associação.

A sede da Amhor fica localizada na rua Galileu Borges de Oliveira, próximo ao Comercial Carvalho da avenida Centenário, no conjunto Novo Ipase, Casa 50, zona Norte de Teresina. Os produtos mais necessários são leite, sondas, cestas básicas e fraldas.

Fonte: Denison Duarte