Caso Fernanda: "Não há mais nada  a ser investigado"

Caso Fernanda: "Não há mais nada a ser investigado"

Nesta quinta-feira, a Polícia Federal apresentará o resultado das suas investigações sobre o caso Fernanda Lages

?Nunca vi coisa errada nem da Polícia Federal nem de Deus?, disse o secretário de segurança Robert Rios sobre o caso Fernanda Lages. Nesta quinta-feira, a Polícia Federal apresentará o resultado de suas investigações. ?Quando ela concluir sua investigação e apresentar, eu acredito que não haverá mais nada a ser investigado?, completou.

O secretário de segurança veio hoje ao programa Agora, da Rede Meio Norte, para esclarecer supostos boatos de que a Polícia Civil poderia pegar novamente o caso, dependendo do resultado. ?Tem gente que não quer aceitar, e o inconformismo não é da competência da polícia?, disse ele. ?A confiança que deposito na Polícia Federal do que conheço. Ela já investigou os envolvidos no mensalão, família Collor de Melo, família do Lula... a Polícia Federal não tem medo de nada. Queria saber quem no Piauí poderia comprá-la?.



Robert Rios informou também que a PF deve se retirar do caso após a apresentação do resultado. ?Há um ofício que não autoriza a investigação de um homicídio comum, não compete a Polícia Federal. O juiz teve de conseguir um motivo para o envolvimento deles, no caso, uma vertente sobre um caso de prostituição internacional?, disse ele.

?Já foram feitas três investigações: a da Polícia Civil, do Ministério Público, e agora da Polícia Federal. O Ministério Público que acredite na própria investigação. Se não acreditarem na da Federal, que chamem a KGB, a CIA, o FBI para investigar esse caso, os inconformados que ficam na televisão desacreditando a Polícia Civil e a Polícia Federal?, desabafou Robert Rios.



Fonte: Andrê Nascimento