Roger Abdelmassih é denunciado por apenas 1 de seus 37 estupros

O MP denunciou atentado violento ao pudor contra uma das vítimas.

Apesar de Roger Abdelmassih ter sido indiciado neste ano pela Polícia Civil de São Paulo por estupro e manipulação genética irregular contra 37 pacientes, o Ministério Público (MP) denunciou o ex-médico de 72 anos somente por atentado violento ao pudor contra uma das vítimas. Também foi pedida à Justiça sua prisão preventiva por esse crime, cometido em 2008. Ele já está preso, no entanto, condenado a 181 anos de prisão por crimes sexuais contra outras 37 clientes.

Por meio de nota divulgada na quinta-feira (4), o MP alegou que os demais 36 casos de estupro e manipulação genética ocorridos entre 1990 a 2006 prescreveram em 2014. E por esse motivo, essas 36 vítimas não foram citadas na denúncia do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) da Promotoria.

De qualquer maneira, caberá a Justiça decidir se aceita mais essa denúncia do MP agora por atentado violento ao pudor contra Abelmassih e se leva o ex-geneticista a novo julgamento.

Roger Abdelmassih   (Crédito: Reprodução)
Roger Abdelmassih (Crédito: Reprodução)

Fonte: Com informações do G1