RS: Polícia indicia uma mulher que sequestrou bebê por dois crimes

No dia do sequestro, a copeira faltou ao trabalho em uma clínica psiquiátrica

A mulher que sequestrou uma menina recém-nascida da maternidade do Complexo Hospitalar Santa Casa, em Porto Alegre (RS), foi indiciada por dois crimes - sequestro e cárcere privado - pela Polícia Civil. Luciana Soares Brito, 39 anos, saiu do hospital com o bebê no colo e, depois, tomou um táxi. Imagens das câmeras de segurança ajudaram a identificá-la e, 10 horas depois, a criança foi encontrada na casa de suspeita, que foi presa em flagrante. As informações foram publicadas no jornal Zero Hora.

No dia do sequestro, a copeira faltou ao trabalho em uma clínica psiquiátrica no dia do sequestro. Em novo depoimento à polícia na quinta-feira,a mulher admitiu ter tirado o bebê da Santa Casa e justificou o ato. "Ela contou que estava grávida e tinha perdido o bebê recentemente e queria achar um filho. Disse que estava comprando roupinhas e organizando um chá de bebê, afirmou a delegada adjunta da 17ª Delegacia de Polícia, Carmen Régio.

A polícia pediu exames de sanidade mental e para verificar se Luciana está grávida. Há suspeita de que ela sofra de problemas emocionais, mesclados com gravidez psicológica.

Fonte: Terra