Sargento da Marinha é acusado de pedofilia

O pai da vítima contou aos policiais que a menina vendia balas nos sinais de trânsito

Um sargento da Marinha, de 32 anos, que trabalha na clínica de dentistas do 1º Distrito Naval, foi preso na madrugada desta terça-feira (15), na Praça Mauá, no Centro do Rio, suspeito de ter tentado abusar sexualmente de uma menina de 8 anos.

Antes de ser preso, ele foi espancado por moradores de um prédio invadido na Zona Portuária, vizinhos da criança. De acordo com testemunhas, o sargento estava no carro com a vítima.

O pai da vítima contou aos policiais que a menina vendia balas nos sinais de trânsito para ajudar na renda da família.

O sargento foi levado para a 6ª DP (Cidade Nova), onde se negou a dar qualquer declaração, dizendo que só falaria em juízo. De acordo com a polícia, o militar vai ser transferido para uma unidade prisional da Marinha.

A pena, em caso de condenação, varia de 8 a 15 anos de prisão, segundo os policiais.

Fonte: g1, www.g1.com.br