Sargento é suspeito de pedofilia pela internet em São Paulo

O sargento foi afastado das ruas e presta serviços administrativos

A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) cumpriu na manhã desta sexta-feira um mandato de busca e apreensão na residência e também no batalhão onde um sargento da Polícia Militar (PM) presta serviços administrativos em Botucatu, distante 230 km de São Paulo. Ele é suspeito de assediar sexualmente pela internet uma adolescente, mas nega a acusação.

Nos locais, os policiais apreenderam três computadores para perícia e três celulares. De acordo com o major Jorge Duarte Miguel, comandante interino do 12º Batalha de Polícia Militar do Interior (BPMI), o caso segue em segredo de Justiça, mas a Corregedoria da PM também acompanha a investigação.

O assédio teria acontecido há cerca de um ano, quando a vítima tinha 14 anos. A mãe e uma tia da menina teriam descoberto a comunicação entre os dois ao interceptarem uma mensagem via celular em que o sargento supostamente marcava um encontro com a adolescente.

O sargento foi afastado das ruas e presta serviços administrativos. Ele continuará afastado até o processo ser concluído. A adolescente nega ter mantido contato com o oficial da PM.

Fonte: Terra, www.terra.com.br