Sarney quer punição a assassinos do jornalista Décio Sá, em São Luís

O blogueiro estava em um restaurante quando foi baleado com seis tiros por dois homens,

O presidente do Senado, José Sarney, não escondeu sua indignação em relação ao assassinato do jornalista Décio Sá, no Maranhão. O blogueiro estava em um restaurante quando foi baleado com seis tiros por dois homens, na noite dessa segunda-feira.

Sarney recebeu alta do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, nesta terça. O ex-presidente, que completa 82 anos de idade hoje, deu entrada na unidade médica no último dia 14 para realizar exames médicos.

Em nota, o senador lamentou a morte do jornalista e pediu às autoridades maior empenho nas investigações e mais rigor na punição dos culpados.

Veja a nota de José Sarney:

É com grande indignação e profundo pesar pessoal que lamento a morte do jornalista Décio Sá.

Brutalmente assassinado, o jornalista foi pioneiro no jornalismo online maranhense e tinha como principal virtude profissional a busca pela notícia, pela reportagem investigativa, que a muitos incomodava, mas também lhe garantia um espaço único no cenário jornalístico e uma legião de seguidores.

Mesmo jovem, Décio já havia marcado seu nome como um dos grandes jornalistas maranhenses, e na história do jornalismo brasileiro ficará como um dos pioneiros a utilizar os modernos meios de comunicação, desenvolvendo um trabalho de qualidade e grande alcance.

Esse crime hediondo, brutal e cruel tem que ser desvendado para punir os culpados e despertar, cada vez mais, a consciência para a proteção e o respeito à liberdade de imprensa. Seu assassinato, além de uma atrocidade, é um atento à democracia.

À família o meu mais sincero pesar e irrestrito apoio e solidariedade.

Aos colegas de profissão, o engajamento para que essa covardia não fique impune, que a polícia identifique os assassinos e a justiça seja feita de forma exemplarmente rigorosa.

José Sarney



Fonte: Yahoo