SC registra mais dois ataques e Estado chega à 100ª ocorrência

Com os novos casos, o Estado chega à 100 ocorrência desde o dia 30 de janeiro, quando começou a nova onda de violência

De acordo com a Polícia Militar (PM), dois novos ataques foram registrados na madrugada desta sexta-feira em Santa Catarina. O primeiro ocorreu em Laguna e o segundo em Içara, ambos municípios localizados no sul catarinense. Com os novos casos, o Estado chega à 100 ocorrência desde o dia 30 de janeiro, quando começou a nova onda de violência.

Por volta da 1h15, um coquetel molotov foi atirado contra um guincho de uma empresa credenciada ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran) em Laguna. Segundo a PM, o veículo, no entanto, não chegou a pegar fogo.

Em Içara, às 4h29, um motorista estava em seu GM Corsa aguardando a mulher sair do trabalho quando foi abordado por dois homens em uma moto de cor preta. Um dos suspeitos, armado, mandou a vítima sair do veículo. O outro, com uma mochila nas costas contendo um recipiente com gasolina, ateou fogo no automóvel. Os bombeiros foram acionados, mas o Corsa ficou totalmente destruído. O motorista foi encaminhado ao hospital, em choque. Os criminosos fugiram e até as 7h10 ninguém havia sido preso.

Por quase dos atentados registrados no Estado desde o dia 30 de janeiro, ontem, motoristas e cobradores de ônibus decidiram em assembleia que só iriam trabalhar das 7h às 19h na Grande Florianópolis. No entanto, a prefeitura da capital e o governo de Santa Catarina determinaram que as empresas de transporte coletivo garantam o transporte das 6h às 23h em toda a região metropolitana. A exemplo da ocorrida em novembro, a suspeita é a nova onda de violência seja uma represália contra maus-tratos em presídios catarinenses.

Fonte: Terra