Segundo a polícia,  o marido confessou ter empurrado sua esposa do 2º andar do prédio

Segundo a polícia, o marido confessou ter empurrado sua esposa do 2º andar do prédio

Administradora de empresas, de 44 anos, morreu ao cair do 2º andar.

O delegado adjunto da Delegacia de Homicídios do Rio, Pablo Ernesto, informou que o técnico contábil Flávio Martins de Lima, de 29 anos, confessou ter empurrado a mulher, Jaqueline Valadão Rios, de 44 anos, do segundo andar do prédio em que o casal vivia, na Tijuca, Zona Sul do Rio. Ela morreu antes mesmo de ser atendida pelo Corpo de Bombeiros, e o marido será indiciado por homicídio doloso.

O caso aconteceu por volta das 22h de sexta (21) no prédio de nº 255 da Rua dos Artistas. Segundo os vizinhos, o casal discutiu antes de o corpo de Jaqueline cair de 30 metros de altura. De início, Flávio apresentou a versão de que a mulher se desequilibrara de uma cadeira em que estava em pé próxima à janela.

Os policiais da 19ª DP (Tijuca) desconfiaram da versão porque Flávio tinha ferimentos na mão e na barriga. Ele foi encaminhado para atendimento no Hospital do Andaraí, também na Zona Norte, e, em seguida, levado para a Delegacia de Homicídios, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

Durante o interrogatório, Flávio teria admitido que empurrou Jaqueline, segundo informou o delegado Pablo Ernesto. O Código Penal prevê prisão de 12 a 30 anos para o crime, dependendo dos agravantes a serem aceitos no julgamento.

Fonte: g1, www.g1.com.br