Seis adolescentes estupram menina de 11 anos e filmam toda a ação

O crime aconteceu dia 21 de julho.

Seis adolescentes, com idades entre 14 e 16 anos, são suspeitos de estuprarem uma menina de 11 anos dentro da quadra esportiva de um colégio estadual na cidade de Itaguajé, no interior do Paraná.

Além de cometerem o abuso sexual, os jovens teriam filmado o estupro coletivo e compartilhado o vídeo nas redes sociais. O crime aconteceu dia 21 de julho, mas foi descoberto pela família após um integrante assistir ao vídeo.

A irmã da vítima afirmou em entrevista à Rede Record que poderia ter acontecido algo pior com ela.

— Eles poderiam ter matado porque estavam em seis e minha irmã estava sozinha, não tinha como se defender.

Os adolescentes estão internados em um centro de detenção provisória de Maringá e o crime segue em segredo de Justiça, uma vez que os suspeitos são menores. No entanto, de acordo com o assistente de acusação do Ministério Público de Maringá, Caio Vinicius Geminiano, eles vão responder por dois crimes: estupro de vulnerável e gravação e divulgação de pornografia infantil.

O assistente de acusação ainda explica que o colégio pode ser um dos responsáveis pelo crime.

— O colégio é responsável porque não cumpriu com seus deveres de preservar a integridade física e moral dos alunos ali presentes.

A vítima, segundo sua irmã, não está indo as aulas porque ainda está assustada com tudo o que aconteceu. A mulher ainda se queixa de como ninguém na escola percebeu nada porque a menina foi ameaçada pelos suspeitos.

A garota foi levada para Maringá (PR), onde recebeu tratamento médico e tomou coquetéis contra doenças sexualmente transmissíveis. Procurado, o colégio ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Fonte: Com informações do R7