Seis pessoas são presas por esquartejar duas jovens na Paraíba

Nove pessoas estariam envolvidas no homicídio de Alessandra Santana de Oliveira, 28 anos, e Roseane Roberta da Silva, 20 anos.

A Polícia Militar paraibana prendeu seis pessoas na manhã desta quarta-feira, suspeitas de terem participado do assassinato e de esquartejar duas mulheres durante a madrugada. A prisão aconteceu na comunidade Boa esperança, bairro Cristo Redentor, em João Pessoa (PB).

Nove pessoas estariam envolvidas no homicídio de Alessandra Santana de Oliveira, 28 anos, e Roseane Roberta da Silva, 20 anos. De acordo com o tenente-coronel Lívio Delgado, comandante do 5º Batalhão da PM, a ordem foi dada por um presidiário, identificado apenas como Rodrigo, pois uma das vítimas teria abortado um filho do detento. Segundo Delgado, ele premeditou o crime e armou uma emboscada.

"Ele chamou as duas, que moram em Bayeux (região metropolitana de João Pessoa), para que fossem buscar um dinheiro para ele. As duas amigas chegaram em Boa Esperança em torno de 15h30", relata o PM, "e foram surpreendidas pelos elementos, que as torturaram". A execução teria acontecido por volta das 21h.

Os criminosos levaram as vítimas até o Jardim Guaíba, no bairro dos Funcionários. Os corpos foram colocados em sacos plásticos. Em um deles, a polícia encontrou um bilhete endereçado ao apresentador de TV da Paraíba Samuka Duarte: "Samuka Boy Doido, é o Brasil. Deveu e não pagou, morreu".

A polícia começou a busca pelos bandidos ainda na madrugada, ouvindo os moradores da comunidade. Foram presos Michel Junior Bernardino da Silva, 18 anos, Pedro José Ferreira Nunes, 27 anos, outros dois identificados apenas como Samuel e Cícero, além de um menor e outro com nome não divulgado. Dois suspeitos ainda estão foragidos.

Fonte: Terra