Senador Magno Malta, do PR, denuncia plano de pistoleiros para matá-lo

Senador Magno Malta, do PR, denuncia plano de pistoleiros para matá-lo

A assessoria do parlamentar não informou o motivo da ameaça. Malta diz que descobriu plano de pistoleiros no estado.

O senador Magno Malta (PR) registrou um boletim de ocorrência na Superintendência de Polícia Especializada, em Vitória, nesta quarta-feira (20), denunciando que, há dez dias, um pistoleiro prepara uma tocaia para assassiná-lo no Espírito Santo. Segundo o senador, ele levou o caso à polícia depois de o policial civil Josimar Alberto Pereira Sarti tê-lo dito que tem informações sobre o suposto crime de mando. A assessoria do senador não informou o motivo da ameaça.

A Polícia Civil informou que a ocorrência foi registrada e está sendo investigada pelo delegado José Monteiro Junior. Em sua página na internet, o senador relata ter "virado vítima da ameaça menos de 20 dias depois de denunciar nos programas de TV do partido, o índice alarmante de violência no Espírito Santo".

Durante o depoimento, Magno Malta revelou que conversou pessoalmente com o policial Josimar Alberto e ouviu dele informações sobre o suposto plano de morte e por isso pede que tudo seja apurado com agilidade. ?Nenhum policial inventaria algo tão grave sem qualquer comprovação. Minhas diversas bandeiras são contra legalização das drogas, em defesa das crianças abusadas e vou fundo para apurar denúncias de mortes em hospitais de vários estados?, completou Magno.

O senador disse à polícia que "já foi ameaçado durante a CPI do Narcotráfico e da CPI da Pedofilia e que agora vai presidir a nova CPI sobre Violação ao Direito Humano à Saúde que vai apurar erros médicos em instituições públicas e privadas no Brasil. Sou homem público que tem coragem para combater a criminalidade e não tenho medo de pistoleiros?, acentuou Malta.

O policial Josimar Alberto Pereira Sarti também foi ouvido pelo delegado. O senador Magno Malta comunicou o caso ao presidente do Senado, Renan Calheiros.

Fonte: G1