Sequestrador de prima é encontrado em casa e atira contra a polícia

Polícia fez cerco na casa de Lindair Marques após denúncia.

Na noite desta quarta-feira (11), após receber denúncia de que Lindair Marques, de 32 anos, acusado de sequestrar a prima de 14 anos, Sarita Marques Batista, estaria em casa com os filhos em São Roque de Minas, no Centro-Oeste do estado, a polícia realizou um cerco na casa do sequestrador. Esta foi a primeira vez após o sequestro que a polícia teve um confronto com Lindair.

Os oficiais foram informados através de denúncia que Lindair estaria em casa com os filhos. No local realizaram um cerco policial, mas não conseguiram prender o sequestrado. Segundo a polícia, Lindair efetuou disparos contra os policiais e fugiu novamente para a mata. A polícia não efetuou disparos com receio de atingir os filhos dele. As buscas na região continuam.

Cativeiro

Os investigadores da Divisão de Operações Especiais de Belo Horizonte (Deoesp-MG) encontraram na última terça-feira (10) o cativeiro onde Lindair Marques escondeu a prima por oito dias. O local fica a 1,5 km de uma estrada de terra que dá acesso à Serra da Canastra e que liga o local a São Roque de Minas. A perícia recolheu vários materiais utilizados pelo sequestrador durante os dias de cativeiro e encaminhou para o Instituto de Criminalística em Belo Horizonte para análise.

Sequestro

A adolescente, Sarita Marques Batista, foi levada no dia 30 de março pelo primo Lindair Marques, conhecido da polícia por praticar furtos e roubos na região. Atualmente, ele está em liberdade condicional. O pai da adolescente estava com a mulher e as duas filhas quando Lindair chegou à fazenda da família. Eles foram amarrados e trancados em um cômodo da casa e foram ameaçados de morte, segundo a Polícia Militar (PM). Foi então que Sarita se ofereceu para ir com o sequestrador para poupar a vida da família. No total, foram oito dias de sequestro.


Sequestrador de prima é encontrado em casa e atira contra a polícia

Fonte: G1