Sequestradora de Pedrinho, Vilma Martins é suspeita de se apropriar dos bens da filha

Brito afirmou que a suspeita será investigada por crime contra o patrimônio

A Polícia Civil de Goiânia deu início a uma nova investigação contra Vilma Martins, condenada em 2003 a 15 anos de prisão pelo sequestro de duas crianças. Desta vez, Vilma é suspeita de ter se apropriado de bens e dinheiro de sua filha legítima.

Segundo o delegado Paulo Roberto Tavares de Brito, a filha de Vilma procurou a polícia dizendo que, há cerca de oito anos, teria emprestado à mãe alguns móveis e dinheiro, os quais não foram devolvidos.

Brito afirmou que a suspeita será investigada por crime contra o patrimônio. Entretanto, o delegado acredita que, como se trata de questão familiar, pode haver isenção de nova pena para Vilma, caso o crime seja comprovado.

Sequestro

Vilma Martins responde, em liberdade condicional, pelos sequestros de Pedro Rosalino Braule Pinto, o Pedrinho, e Aparecida Fernanda Ribeiro da Silva, que foram retirados de maternidades de Brasília e Goiânia em 1986 e 1979, respectivamente.

Em junho de 2008, ela ganhou o direito de cumprir pena em regime aberto. Em agosto, depois de ter cumprido um terço da pena, Vilma conquistou liberdade condicional.

Fonte: g1, www.g1.com.br