Servidor de hospital é demitido após estuprar gestantes

Após trancar portas, suspeito dizia que procedimento era padrão.

Um crime envolvendo o estupro de pelo menos três gestantes chocou a região Central do Rio Grande do Sul no último final de semana. Um funcionário de laboratório do Hospital Universitário de Santa Maria é o principal suspeito de estuprar três gestantes internadas no setor obstétrico da instituição ao se passar por médico. Segundo o relato das vítimas, ele entrava nos quartos em que as pacientes estavam internadas e realizava exames de toque e de observação. 

A Polícia Federal solicitou as imagens das câmeras de segurança do hospital que comprovam a entrada do funcionário nos quartos das vítimas. Segundo os relatos, o suspeito trancava as portas e dizia que o procedimento era padrão para os casos.

Os crimes foram descobertos após as pacientes desconfiarem das circunstâncias e questionarem os responsáveis pelo setor, os quais negaram que o homem de 32 anos fosse médico. A Brigada Militar chegou a detê-lo por suspeita de estupro, mas as investigações ficam a cargo da Polícia Federal por se tratar de instituição de responsabilidade da União.

Image title


Fonte: Com informações do Terra