Sobe para 17 o número de mortos após tiroteio realizado em escola na Alemanha

Treze pessoas morreram e cerca de dez ficaram feridas quando ele abriu fogo na escola

Subiu para 17 o número de mortos após o ataque a tiros realizado por um ex-aluno em uma escola da cidade alemã de Winnenden nesta quarta-feira (11). Um aluno da escola, que estava ferido, morreu no hospital, segundo a polícia.

Treze pessoas morreram e cerca de dez ficaram feridas quando ele abriu fogo na escola. Durante a fuga, em que ele manteve um refém em um carro, mais uma pessoa foi morta. O agressor acabou sendo morto em tiroteio com a polícia, a 40 km do local dos primeiros crimes.

Ainda não está claro se o atirador foi morto pela polícia ou se cometeu suicido. Dois passantes também morreram baleados neste confronto, e dois policiais ficaram feridos.

O ataque inicial ocorreu na escola Albertville, na cidade de Winnenden, com 27,5 mil habitantes, a cerca de 20 quilômetros de Stuttgart.

O Ministério do Interior informou que o autor dos assassinatos era um adolescente de 17 anos, ex-estudante da escola, identificado como Tim K.. Os motivos do crime ainda não estão esclarecidos.

Testemunhas disseram que o atirador estava vestido com um uniforme militar preto e disparou de maneira indiscriminada, sem falar nada antes.

Os mortos na escola foram nove alunos com idades entre 16 e 17 e três professores. Dez pessoas ficaram gravemente feridas.

O agressor conseguiu fugir depois do ataque, mas foi abordado pela polícia a 40 km de distância, onde ocorreu o tiroteio em que ele e outras duas pessoas foram mortos.

As autoridades retiraram cerca de mil alunos, funcionários e professores da escola..

Segundo o site do jornal local "Winnender Zeitung", o autor do tiroteio seria um jovem fichado pela polícia. a informação não foi confirmada oficialmente.

Um porta-voz disse que o governo alemão estava "profundamente chocado" com o incidente.

"É inimaginável que, em apenas segundos, alunos e professores foram mortos", disse a chanceler Angela Merkel. "É um crime aterrador. É um dia de luto para toda a Alemanha."

O último caso semelhante no país ocorreu em novembro de 2006, quando um homem mascarado, com rifles e explosivos, atacou uma escola na cidade de Emsdetten, no oeste do país, ferindo 11 pessoas e depois cometendo suicídio.

Dois meses antes, um jovem de 22 anos havia assassinado o diretor de uma escola e ferido outra pessoa em Freising, perto de Munique, sul do país.

Fonte: g1, www.g1.com.br