Sobrinho confessa ter matado tia de 66 anos com tiro no peito durante tentativa de assalto

Sobrinho confessa ter matado tia de 66 anos com tiro no peito durante tentativa de assalto

Rapaz foi detido juntamente com outros três suspeitos do assassinato.

A polícia prendeu na quinta-feira (27) quatro suspeitos de participar do assassinato de uma comerciante de 66 anos, na quarta-feira (26), em Jataí, no sudoeste de Goiás. Entre eles, está um sobrinho da vítima. Segundo a Polícia Civil, durante o depoimento, ele confessou ter efetuado o disparo durante o assalto à mercearia da tia.

O rapaz de 23 anos chegou a ser atingido por um tiro no pé ao reagir à prisão. Ele foi encaminhado para o Centro Médico Municipal, onde houve tumulto, já que moradores queriam linchá-lo. Logo em seguida, ele foi levado para a Delegacia Regional de Jataí, onde prestou depoimento e aguarda decisão da Justiça.

Já os dois menores suspeitos de envolvimento no assassinato foram encaminhados para o Centro de Internação para Menores, em Mineiros, a 423 quilômetros de Goiânia. Segundo o delegado responsável pelo caso, André Fernandes, um deles é o dono da arma, e um homem de 41 anos é o proprietário da motocicleta usada no crime.

?Além de emprestar a motocicleta para a prática dos assaltos, ele indicava os locais que seriam roubados. Já a arma de fogo era de um adolescente, que também está detido. Eles estavam cometendo assalto com frequência na região?, afirma o delegado André Fernandes.

Morte

Segundo testemunhas, o roubo aconteceu quando a dona do estabelecimento estava fechando o comércio e foi abordada por dois criminosos. Depois de ferida, a mulher chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento de Urgência Móvel (Samu) e levada ao Centro Médico de Jataí, mas não resistiu aos ferimentos.

No ano passado, a comerciante já havia sido vítima de um assalto. Durante a ação, ela acabou reagindo. O roubo não foi concretizado, e ela não se feriu. Mas dessa vez, segundo familiares, a comerciante não esboçou nenhum tipo de reação e acabou levando um tiro no peito.

Fonte: G1