Stripper brasileira é queimada viva

A polícia disse que os suspeitos são uma mulher de 27 anos e um homem de 22

Uma stripper foi queimada viva fora do clube em que trabalhava nesta quinta-feira, informou a polícia da Califórnia nesta sexta-feira (6).

Amigos identificaram-na como uma brasileira de 27 anos, que trabalhava como stripper no local, segundo o "LA Daily News". A polícia não confirmou sua identidade.

A polícia disse que os suspeitos são uma mulher de 27 anos e um homem de 22.

A dançarina foi chamada pelo casal para fora do clube Babes & Beer, no Vale de São Fernando, por volta da 1h. Eles então a teriam embebido com um líquido inflamável e depois ateado fogo. Ela ficou com 60% do corpo queimado.

Após ser incendiada, ela voltou para dentro do clube para buscar ajuda com os frequentadores, segundo a polícia.

O policial Michel Moore disse que a vítima, mãe de dois filhos, foi hospitalizada em estado grave e corria risco de morte.

Os dois suspeitos também frequentavam o clube. Eles são procurados por tentativa de assassinato.

Fonte: g1, www.g1.com.br