Suposta namorada se contradiz ao depor

Fernanda foi citada em depoimentos de testemunhas de caso Eliza

Pouco depois de dizer que Luiz Henrique Romão - o Macarrão não esteve em um motel em Contagem (MG), na mesma época em que Eliza Samudio teria sido morta, Fernanda Gomes de Castro voltou atrás.

Por volta das 9h30 desta quinta-feira (22), em entrevista a Ana Maria Braga, no programa "Mais Você", a suposta namorada do goleiro Bruno de Souza havia dito que estava sozinha com Bruno no motel. "Fui para Belo Horizonte com o Bruno para participar de um jogo do time que eles têm lá. Ele resolveu me mostrar onde nasceu e onde foi criado. Fomos lá. Depois ele disse que iria me levar para comer o melhor bolinho da região. E então fomos dormir neste motel. Eu e o Bruno somente."

Na saída do programa, em entrevista à TV Globo, Fernanda se contradisse e relatou ter visto Macarrão no local. "Eu soube sim, depois, que o Macarrão estava lá [no motel] porque eu me surpreendi com ele batendo na porta, chamando pelo Bruno", disse.

Segundo a polícia, a recepcionista do motel afirma que, no início de junho, dois carros chegaram ao estabelecimento, cada um com três pessoas. Duas suítes foram alugadas pelo grupo. A polícia trabalha com a hipótese de que duas mulheres faziam parte do grupo: uma delas seria a então namorada do atleta, Fernanda, e outra, Eliza Samudio.

Fernanda prestou depoimento à polícia, na terça-feira (20). Ela se apresentou espontaneamente no Departamento de Investigações, em Belo Horizonte, e conversou com os delegados que investigam o caso. De acordo com o advogado, ela disse que não teve contato com Eliza.

A suposta namorada de Bruno foi citada em pelo menos cinco depoimentos de testemunhas, que disseram que a jovem cuidou do filho de Eliza na época do desaparecimento. Fernanda confirma que esteve com a criança, mas afirma não saber que se tratava do filho de Eliza.

Eliza Samudio está desaparecida desde o início de junho e é considerada morta pela polícia. A jovem teve um relacionamento com o goleiro Bruno, no ano passado, e brigava na Justiça pelo reconhecimento da paternidade do filho, de 5 meses, que seria do jogador.

Divergências

Fernanda desmentiu depoimentos ouvidos pela polícia mineira durante as investigações do desaparecimento de Eliza Samudio.

Em depoimento, o adolescente que foi detido na mesma casa disse que Fernanda estava no imóvel quando Eliza foi levada para lá. De acordo com o adolescente, Fernanda teria escondido o rosto, para não ser reconhecida. A namorada de Bruno nega esse "encontro".

Fernanda afirma também que não viu Eliza e o filho no sítio de Bruno, em Esmeraldas (MG). No entanto, o primo de Bruno, Sérgio Rosa Sales, disse aos policiais que ela estava na propriedade quando Eliza foi levada para lá e que as duas se cumprimentaram, como se já se conhecessem.

Fonte: g1, www.g1.com.br