Suposto pai confessa ter matado grávida

Pecuarista será indiciado por duplo homicídio e ocultação de cadáver

O pecuarista preso como principal suspeito pelo desaparecimento de uma grávida, em Parauapebas (PA), confessou, no domingo (30), segundo a Polícia Civil, que matou a mulher. De acordo com relatos da família à polícia, ele seria o pai da criança.

A vítima, de 29 anos, estava desaparecida desde 10 de maio. De acordo com a Polícia Civil, ela estava grávida de 9 meses e foi vista pela última vez entrando no carro do pecuarista.

A mulher teria sido morta com dois tiros na cabeça. O pecuarista será indiciado por duplo homicídio e ocultação de cadáver. Depois de matar a grávida, ainda segundo o que contou à polícia, ele teria escondido o corpo em um tambor e jogado em um rio. Duas pessoas que ajudaram o pecuarista a esconder o corpo também estão presas.

Segundo André Albuquerque, delegado responsável pelas investigações, o pecuarista estaria sendo pressionado pela grávida a assumir a paternidade do bebê e a financiar as despesas do parto. O Corpo de Bombeiros ainda procura pelo corpo da vítima.

Fonte: Globo.com