Suspeita de envolvimento no caso das agulhas é solta

menino continua internado no hospital Ana Nery, em Salvador, e já passou por duas cirurgias para a retirada de agulhas

 Uma das suspeitas de colocar agulhas no corpo de um menino de 2 anos, na Bahia, foi solta na noite de sexta-feira depois de ser inocentada pelo padrasto da criança. A mulher era apontada como a responsável por ter ensinado um ritual de magia negra ao suspeito. As informações são da Globonews.

O menino continua internado no hospital Ana Nery, em Salvador, e já passou por duas cirurgias para a retirada de agulhas. A última operação retirou 14. Ontem, ele andou pelo quarto, acompanhado de uma fisioterapeuta. Na próxima semana, ele deve fazer a terceira cirurgia, dessa vez para a extração de outras duas agulhas na região da coluna.

Fonte: Terra, www.terra.com.br