Suspeita de roubar bebê: "Queria que a mãe me perdoasse"

Suspeita de roubar bebê: "Queria que a mãe me perdoasse"

Segundo delegado responsável pelo caso, mulher foi autuada por sequestro.

A mulher que se entregou à polícia na tarde deste sábado (23), após ter levado um bebê de um hospital em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio de Janeiro, pediu perdão aos pais da criança depois de alegar que pegou o bebê por ter perdido uma filha.

"Queria que eles me perdoassem de coração, porque a dor que ela (a mãe) sentiu eu também senti", disse a mulher, que se apresentou na delegacia da cidade de Cordeiro, município da Região Serrana.



A suspeita, que havia se passado por médica e levou a criança com a desculpa de que seria submetida a exames, foi autuada por sequestro com agravante da vítima ser menor de 18 anos, informou o delegado Geraldo Assed Estefan, titular da 72ª DP (São Gonçalo) e responsável pelo caso. A pena para o crime varia de 1 a 5 anos de prisão.

Ainda segundo o delegado, alguns detalhes sobre o caso ainda estão sendo checados, mas não há dúvidas da autoria do crime. "A autoria está confirmada. Só estamos checando pra ver se ela teve ajuda de alguém".

Reencontro

O reencontro entre a mãe, Elisa da Silva Barbosae, e a filha, a pequena Ayana Mila, aconteceu na madrugada deste domingo (24), no saguão do mesmo hospital onde o sequestro aconteceu ? as duas tiveram alta nesta manhã. Mesmo com poucas horas de vida e depois de ficar mais de um dia longe da mãe, Ayana fez exames, está hidratada e bem de saúde. E, por causa do ocorrido, vai passar a se chamar Ayana Mila Aparecida.

"Deu tudo certo", disse Elisa já em casa, ao lado do marido, Jofre, e da filha mais velha, de 4 anos.

Fonte: g1, www.g1.com.br