Suspeitas de ter matado uma menina a pedradas quase são linchadas;veja

O delegado explicou que as duas foram presas em flagrante.

Duas jovens, uma de 18 e outra de 15 anos, quase foram linchadas após a suspeita de terem assassinado Taís Cristina Martins, 13 anos, em Foz do Iguaçu, no Paraná. Elas foram atacadas por cerca de 20 moradores do bairro Vila C, na noite de terça-feira, poucas horas depois de o corpo da vítima ser encontrado em um córrego, dentro de uma área da Subestação de Furnas. A menina morreu após ser apedrejada, segundo o delegado responsável pelas investigações, Alexandre de Lima.

As duas suspeitas chegaram a ser agredidas pelos moradores. A situação só não foi mais grave porque um policial civil e dois seguranças da Subestação de Furnas, que fica próximo ao local, protegeram as jovens. Elas só conseguiram sair de casa com escolta policial, quando já havia mais de 300 pessoas em frente à residência. Segundo o delegado, a morte da jovem se espalhou rapidamente e houve grande revolta popular.

O ataque às jovens ocorreu poucos dias depois de Fabiane Maria de Jesus, 33 anos, ser espancada no Guarujá, em São Paulo. Fabiane foi confundida com uma suspeita de ter sequestrado uma criança para praticar magia negra. O ataque percorreu no último sábado e, ela faleceu na segunda.

O delegado explicou que as duas foram presas em flagrante. A jovem de 18 anos foi encaminhada para o Presídio e a outra menina de 15 anos para o Centro de Socioeducação. O crime teria sido motivado por ciúmes. As investigações levam a crer que Taís teria saído com o namorado da menina de 15 anos.

Fonte: Terra