Suspeito afirma que vítima de estupro consentiu relação sexual, diz polícia

Vítima foi encontrada desacordada em uma praça da cidade.

Os dois homens suspeitos de estuprar uma jovem depois de uma balada em Santos, no litoral de São Paulo, foram identificados pela polícia no final da tarde desta sexta-feira (1º). A vítima foi encontrada desacordada e com sinais de estupro em uma praça da cidade.


Suspeito afirma que vítima de estupro consentiu relação sexual, diz polícia

As câmeras de monitoramento da avenida da praia, no bairro Boqueirão, ajudaram a polícia a encontrar os dois homens que saíram da casa noturna com a jovem, no dia 24 de janeiro. Os homens têm aproximadamente 30 anos. A mulher foi encontrada pela polícia no dia seguinte.

Durante o depoimento, um dos homens afirmou ter feito relação sexual com a moça, mas garantiu que teve o consentimento dela. Ainda de acordo com o suspeito, a vítima foi deixada próximo ao local onde ela foi encontrada porque ela teria pedido para descer. ?Eles contam uma história completamente diferente da vítima. Para fechar o inquérito faltam ainda umas duas ou três pessoas para serem ouvidas, o médico legista e a própria vítima?, diz a delegada da Delegacia da Mulher de Santos Deborah Peres Lázaro.

Ainda segundo a delegada, as imagens não foram divulgadas porque o caso está em sigilo. ?Nesse caso a identificação dos investigados já foi feita, eles foram ouvidos, contaram a versão deles, só que o advogado não deseja que a identidade deles seja descoberta, pelo menos até o presente momento?, explica.

Após ser encontrada a jovem passou por exames no Instituto Médico Legal (IML) para saber se ela foi ou não estuprada. A jovem está em Curitiba onde mora com os pais. A polícia vai esperar os laudos do IML para decidir se vai indiciá-los por estupro.

O caso

A jovem contou à polícia que conheceu dois homens numa casa noturna, localizada em frente a Praia do Boqueirão. A vítima só lembra que aceitou uma bebida dos desconhecidos. No dia seguinte, a fisioterapeuta foi encontrada por alguns moradores na avenida Siqueira Campos, próximo a Praça Palmares.

Ela estava desarrumada e descalça, com braços e pernas machucados e sem a carteira de motorista, o celular, dois cartões de crédito e a chave de uma moto. Uma viatura do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) foi chamada e levou a jovem para o pronto-socorro. Ela foi atendida e recebeu medidas profiláticas direcionadas a vítimas de estupro.

Fonte: G1